Ano da Esperança

 

2017 ANO DA ESPERANÇA
    Quanto a mim, esperarei sempre e te louvarei mais e mais. Salmos 71:14

 

RENOVAÇÃO MINISTERIAL: PROFISSIONAL X SANTO


Texto base:
“Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.”
1 Coríntios 10:31

 

“O que vocês fizerem façam de todo o coração, como se estivessem servindo ao Senhor e não às pessoas.”
Colossenses 3:23

 

INTRODUÇÃO


Profissão também é adoração! Cumprir o trabalho que Deus me designou para fazer é adoração!
A maioria do povo de Deus vai ao trabalho (colégio/ faculdade) 5 ou 6 dias na semana para ganhar dinheiro e esperam os domingos chegarem para poder realmente fazer algo para Deus.


É muito comum encontrar cristãos que acreditam que não há compatibilidade entre fé e profissão.


O Reino de Deus precisa ser integral em nossas vidas. Dessa forma, quando exercermos nossas profissões, Cristo também deve reinar sobre elas.


Quem acha que só através da pregação podem evidenciar a Deus está errado.


O médico cristão pode proclamar a sua fé verbalmente, todavia é preciso que o seu testemunho como um médico do Reino Celestial resulte em Glória a Deus. Sua consulta não é qualquer consulta é a melhor consulta que se pode prestar.

 

 

A SIMPLICIDADE EM SERVIR AO SENHOR


Muitos dizem que querem servir ao Senhor com a profissão, mas não sabem o que significa. Significa, antes de tudo, que eu sou um servo de Deus. Esta é a minha profissão principal: servir a Deus. Posso ser engenheiro, professor, dona de casa, gestor ou secretária, mas tudo o que eu faço é o Senhor quem comanda. Ele me abençoa e tudo que eu faço deve ser para o Reino. Isso quer dizer que o dinheiro que ganho é do Senhor. Ele tem que me dizer como usar o dinheiro. Isso é servir ao Senhor com a profissão. O que eu não posso é dizer: “minha profissão é minha profissão, meu trabalho é meu trabalho, minha empresa é minha empresa, Deus é outra coisa”. Se você serve ao Senhor, tudo é Dele. Além do mais, existe um mito a ser desfeito: para servir ao Senhor não é preciso abandonar tudo, deixar sonhos de lado. Servir ao Senhor é algo muito simples, é seguir o Senhor. Você pode estar estudando,trabalhando, e seguindo o Senhor. Não quer dizer que você tem que abandonar tudo. A não ser em um chamado específico, quando Deus chama para você abandonar, ai você abandona. Porque Deus mandou, Deus chamou. Deus disse: “deixa aquilo de lado, isso é muito mais importante”. Você teve uma mudança de rumo. Por quê? Porque Deus falou com você. Isso é algo muito simples.


Para a maioria das pessoas, Deus não tem um chamado de deixar tudo e ser pastor de uma igreja local, ao contrário, Deus nos chama para que nossas profissões sejam o nosso ministério.


Jesus estava chamando alguns para servirem exclusivamente na sua “causa”. Outros pescadores não foram retirados de suas profissões, ao contrário, tiveram um encontro com o Deus vivo e a pesca nunca mais foi a mesma.

 

 

MEU CAMPO MISSIONÁRIO

 

Ainda temos grandes dificuldades de entender que todos nós somos chamados a ser cristãos missionários.


Como bem disse o pastor C.H. Spurgeon, “todo cristão ou é um missionário ou é um impostor”. Ser cristão e não encarnar a missão dada por Jesus não faz sentido. Não podemos ser embaixadores do Reino Celeste e não falarmos das maravilhas desse Reino. Não dá para provar da graça e do amor que emana da cruz e não compartilhar.


Todos nós cristãos somos chamados por Jesus a sermos missionários. Uns com habilidades para falar e pregar, outros para ensinar, outros para evangelizar, outros para discipular, outros para visitar e/ou acolher, outros para cantar e tocar algum instrumento. O que deve estar claro para nós é que a missão do “ide e pregai o evangelho” não é opcional para o cristão, é uma ordem dada por Jesus. Ele mesmo disse “assim como Pai me enviou, eu também vos envio”. Jesus nos enviou ao mundo para proclamarmos e vivermos testemunhando o poder do evangelho.


Todos nós somos chamados. Todos nós somos vocacionados a colocar nossos dons a serviço do Reino de Deus. A nossa concepção de campo missionário na maioria das vezes é o campo distante, é a tribo indígena não alcançada, é uma etnia africana, um povo que não é civilizado; assim sendo, a projeção de campo é um local distante.


Com essa visão muitas vezes nos esquecemos de pensar e ver a nossa realidade, e as cidades com suas carências são deixadas de lado em detrimento das necessidades do campo longínquo.


Todos nós somos vocacionados a nos engajarmos no que Deus está fazendo no mundo. Todos nós temos que responder positivamente ao Senhor e ao chamado de ser luz e sal para as nações. Todos nós precisamos estar engajados na obra missionária, seja aqui ou acolá, seja no bairro ou na cidade, e/ou no outro continente.

 

 

CONCLUSÃO

 

O pastor e missionário Oswaldo Smith, conhecido como “Sr. Missões”, dizia que “todos somos chamados: uns para o outro lado do mundo, uns para o outro lado da rua”. A vida desse homem é uma inspiração. Ele viveu missões, por isso tem credibilidade a nos exortar a lembrarmos de que todos nós temos um chamado. Alguns para perto outros para longe. Alguns aqui, outros acolá. Mas todos com o desejo de fazer o nome e ministério de Jesus conhecido por toda a terra.


Smith ainda dizia que “nenhuma visão que não seja o mundo é a visão de Deus”. Todos são chamados a servir a Deus e ao mundo. O mundo é o campo e nós precisamos intervir com nossos dons e talentos para que o mundo conheça a Jesus. Deus quer usar a nossa vocação, nossa vida, nossos recursos e nossa formação para colocar ordem no caos da humanidade.